Cara, eu não quero transar com você.

2

Sim, eu sou livre sexualmente, e defendo essa liberdade, mas cara, eu não quero te dar! Só vou transar quando, com quem e se eu quiser, e, sorry, não é o seu caso!

mulher dando fora

Quando você fala abertamente sobre sexo, quando você vive sua vida sem se importar muito com convenções as pessoas começam a imaginar que você é fácil. (Detesto esses rótulos) Que você é, como gostam de dizer: vida loka. Assim mesmo, com K. Mas eu simplesmente sou direta. Não faço rodeios para ter orgasmos, apenas os tenho quando acredito que devo.

O fato de defender liberdade sexual, liberdade de sair com quem e quando bem entender, de transar com quem quiser, não significa que ela queira transar com você. Não significa que ela queira qualquer um. É justamente essa liberdade que nos dá a livre escolha. Não se entregar à uma relação simplesmente para evitar a solidão ou por razões que não sejam sentimento e vontade própria.

Chega aquela mensagem, do carinha ou da menina que você há um tempo está de olho. A mensagem ecoa como um prêmio de loteria, a primeira coisa que você pensa é: UAU. Não dá tempo de pensar outra coisa… a conversa flui e sem muito rodeio a mensagem traz o convite, vamos dar uma volta? A volta, quer dizer, vamos transar?

Pode ser que você veja essa pessoa como apenas mais uma “foda” (os sensíveis me desculpem a palavra, mas é isso mesmo), mas também pode ser que você admire aquela pessoal, julgue ela inteligente, atraente, com adjetivos que vão muito alem do sexo, pronto, ai que está o problema. Se você vê como apenas uma transa, você é livre para dar, mas sabendo que jamais passará disso. Agora, se você alimenta alguma esperança com relação a essa pessoa, melhor não transar. Contraditório né? Mas é assim que funciona.transar feminismo machismo liberdade

Se você sair com o cara e transar, pode ter sido maravilhoso para ambas as partes mas você e sua liberdade sexual já se tornam alvo de “cantadas infames” que a colocam na categoria “para transar” e não “para namorar”. É preferível namorar uma menina que seja ruim de cama, mas não tão liberal.

Em outra ponta, a liberdade sexual também atrai os urubus de plantão. Ah, ela fala em sexo, deve ser facinha. Bora lá tentar, nem vou precisar investir muito. Acontece que daí vem a surpresa, ela diz não. Pronto, ego ferido. Ela disse não, logo ela, que parece tão liberal disse não… quem ela pensa que é? Simples, ela é livre para tomar decisões.

Sexo é bom? Sim! Mas eu não quero transar com você. Por inúmeras razões, a principal delas é: Não quero! Simples assim. Já temos de lidar diariamente com convenções culturais herdadas de conceitos machistas, mas na minha cama (carro, sofá ou pia da cozinha) só quem eu realmente quero. E, cara, eu não quero transar com você!

liberdade sexual mulher lingerie

você pode gostar também Mais do autor clique aqui

2 Comentários

  1. Mayara Bones Diz

    Disse tudo… Muitos pensam que só por você falar abertamente sobre sexo, você é fácil.. É qualquer uma…. Faz qualquer coisa.. E na verdade não só homens, mulheres tem preconceito com outras mulheres em relação a isso também.. Se você é comprometida é vadia, se você é solteira é vadia.. Qual é, porque uma coisa tão normal é tão errada?! Amei o texto

    1. Iana Furst
      Iana Furst Diz

      Exato. Sexta no programa Eles&Elas falaremos sobre isso. Participa lá ao vivo… vai ser legal saber o teu ponto de vista… e adorei tua participação aqui no site!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.