Probióticos, razões pelas quais consumir.

Você sabe a importância destes carinhas para o seu organismo?

0

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) probióticos são microrganismos vivos, que ao serem consumidos em quantidades adequadas conferem benefícios à saúde do hospedeiro. Estas vantagens estão elencadas como, absorção de nutrientes, imunomodulação, melhoramento da saúde do intestino, combatendo infecções, formando uma camada protetora ao ligarem-se na superfície do epitélio intestinal, evitando a permeabilidade de endotoxinas e microrganismos patógenos.

probioticos

O intestino é um órgão do sistema digestório colonizado por uma vasta quantidade de cepas consideradas probióticas, ao nascermos já somos colonizados por elas, quando esta microbiota está em desequilíbrio, atribuído a fatores como má alimentação, uso abusivo de medicamentos, principalmente os antibióticos, estresse, fatores genéticos, entre outros, as doenças do trato gastrointestinal (TGI) podem ser desenvolvidas. Entre as mais recorrentes, podemos citar a doença de Crohn, que é caracterizada por um processo inflamatório no cólon intestinal, ainda, outras patologias estão associadas a este desequilíbrio, como a enterolite necrotizante, doença celíaca e até mesmo adenocarcinoma de cólon humano.

A conduta terapêutica que vem sendo hoje introduzida para prevenir e/ou tratar estes distúrbios do aparelho digestivo incluem os probióticos, estes, por sua vez, apresentam capacidade de ativação do sistema imunológico, aumento da produção de muco através da atividade das mucinas, promovendo efeito protetor e homeostase fisiológica do nosso organismo. Estas cepas se encontram em bebidas lácteas, iogurte, no Kefir, queijo, coalhada e em forma de cápsulas, sachês e flaconetes, existentes no varejo farmacêutico. Apesar dos muitos benefícios para a manutenção da saúde, o consumo de probióticos deve estar associado a hábitos de vida saudáveis.

você pode gostar também Mais do autor clique aqui

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.